Páginas

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Vendas de computadores Toshiba nos EUA crescem no 1º tri

As vendas de computadores pessoais da Toshiba nos Estados Unidos cresceram em 50 por cento no primeiro trimestre, e a empresa anunciou que está preparando o lançamento de aparelhos de computação em estilo tablet ainda este ano, para concorrer com o Apple iPad.

Jeff Barney, gerente-geral de produtos digitais na Toshiba America, anunciou que a Toshiba planeja lançar um computador "slate" este ano, acionado pelo sistema operacional Windows 7, da Microsoft, ou pelo Android, do Google, um sistema operacional para celulares.

A Toshiba está estudando diversos formatos para seus tablets, entre os quais um modelo de duas telas acionado pelo Windows e um com tela de 10 polegadas, disse. "Vemos claramente um lugar para o tablet; existe mercado para ele. Será um mercado expansivo, como o dos netbooks, e não canibalizará outros segmentos", afirmou.

Um aparelho acionado pelo Android poderia aproveitar os milhares de programas disponíveis no Android Market, hoje utilizados primordialmente por usuários de celulares inteligentes.

O mercado de computadores tablet deve crescer para até 50 milhões de unidades em 2014, de acordo com o grupo de pesquisa In-Stat. Companhias como a Hewlett-Packard e a Dell também lançarão modelos nesse segmento ainda em 2010.

Barney anunciou que a Toshiba embarcou 1,5 milhão de unidades de computadores no trimestre janeiro-março, nos Estados Unidos, aproveitando a forte procura.

Os preços médios de venda, que vinham em queda há algum tempo, se estabilizaram no trimestre, disse, com a estabilização nos custos dos componentes.

Barney afirmou que, nos EUA, antecipava crescimento de 35 por cento no mercado ao consumidor de computadores nos próximos seis meses, e alta de um dígito no segmento empresarial. O mercado ao consumidor responde por três quartos das vendas da Toshiba nos EUA.

A empresa é a quinta maior fabricante mundial de computadores, de acordo com o grupo de pesquisa IDC, e nos EUA ocupa a quarta posição.

"O mercado ao consumidor está nos favorecendo, especialmente via varejo", disse Barney.

0 comentários: