Páginas

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Corpo de taxista soterrado é retirado dos escombros em Ouro Preto


O corpo de um taxista que morreu soterrado em Ouro Preto, na Região Central de Minas, foi retirado dos escombros no início da noite desta terça-feira (3). A vítima, de 28 anos, estava dentro do veículo em que trabalhava, sob a laje da rodoviária que desabou por causa da chuva. O corpo havia sido localizado no fim da manhã, mas, de acordo com o Corpo de Bombeiros, o peso da terra e dos escombros dificultou os trabalhos.
Vista da rodoviária de Ouro Preto, onde a laje caiu (Foto: Luísa Torres/TV Globo Minas)
Buscas por outro taxista continuam sendo realizadas. De acordo com o comandante da Companhia de Ouro Preto, subtenente Dutra, os bombeiros trabalham com a possibilidade de haver outra vítima, devido a registro de chamados.
Segundo relatos, os dois taxistas estariam na rodoviária, quando a laje foi atingida pelo desmoronamento de um barranco e desabou. A encosta desmoronou por causa da chuva que atinge o município. Os bombeiros disseram que os motoristas estavam dentro dos táxis, estacionados na entrada principal do terminal, aguardando por passageiros.
 
Uma retroescavadeira é utilizada na remoção dos escombros. Um equipamento capaz de levantar 40 toneladas foi usado, mas sem sucesso. Cerca de 150 moradores foram alertados a deixar os imóveis que ficam perto da queda da ribanceira.
Retroescavadeira é utilizada na remoção dos escombros na rodoviária de Ouro Preto. (Foto: Carlos Rhienck//Hoje em Dia/AE)
Vítimas da chuva
Seis pessoas já morreram no estado, desde o início do período chuvoso, segundo a Defesa Civil. O taxista soterrado em Ouro Preto e um homem levado pela correnteza em Guidoval são as vítimas mais recentes das chuvas.

Nesta segunda-feira (2), uma mulher de 78 anos morreu soterrada em sua casa, após o deslizamento de uma encosta em Visconde do Rio Branco, na Zona da Mata mineira.

Na madrugada de segunda, um homem morreu em Belo Horizonte após o desabamento de um prédio, no bairro Caiçara, Região Noroeste.

No dia 13 de dezembro de 2011, foi encontrado o corpo de uma mulher arrastada pelo aumento do volume do córrego Figueirinha, em Governador Valadares.

No dia 28 de outubro de 2011, um motociclista morreu depois de ser atingido por uma árvore durante um temporal em Reduto, na Zona da Mata de Minas Gerais.

Em Santo Antônio do Rio Abaixo, na região Central de Minas Gerais, o Corpo de Bombeiros busca, pelo quarto dia seguido, nesta terça-feira (3), por uma mulher desaparecida. A casa dela foi levada em uma enxurrada.

0 comentários: