Páginas

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Liminar suspende reintegração de posse em área invadida em SP


Uma liminar da Justiça Federal expedida na madrugada desta terça-feira (17) suspendeu temporariamente a reintegração de posse da área ocupada conhecida como Pinheirinho, em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, no interior de São Paulo. O documento é assinado pela juíza Roberta Monza Chiari.
A Polícia Militar havia montado um esquema com cerca de 2 mil homens para cumprir a ordem de reintegração.
Na noite desta segunda-feira (16), um ônibus foi queimado próximo à área invadida. Ninguém se feriu. Testemunhas disseram que o veículo foi abordado quando passava pela avenida e os passageiros foram orientados a descer. Só então o fogo foi ateado. A liderança do movimento que representa os moradores do Pinheirinho nega participação no crime.
Desde que a ordem de reintegração de posse foi anunciada na semana passada, os moradores começaram a preparar a resistência. Eles estão com escudos, ferramentas e armas improvisadas.
O terreno de mais de 1 milhão de metros quadrados foi invadido há 8 anos e pertence à massa falida de uma empresa do especulador Naji Nahas. No local vivem cerca de 1.600 famílias, cerca de 5.500 pessoas, segundo o censo da Prefeitura. Com o tempo, o Pinheirinho se tornou um bairro, com comércios e igrejas.
Ônibus foi queimado em próximo à área ocupada de Pinheirinho, em são José dos Campos (Foto: Roosevelt Cassio/Reuters)


0 comentários: