Páginas

terça-feira, 23 de abril de 2013

Pesquisadores criam prédio que gera energia a partir de parede de algas


O escritório de arquitetura alemão Splitterwerk desenvolveu o projeto de uma casa que usa microalgas como fonte de energia. Para a construção da BIQ House foram usados 129 painéis de 243 cmx60 cm preenchidos com a planta, que, somados, cobrem uma área de 200 metros quadrados. Eles ficam situados na parte externa da casa e assemelham-se a um outdoor.
 
BIK House (Foto: Reprodução/Arup)Fachada da BIQ House (Foto: Reprodução/Arup)
A produção de energia funciona da seguinte maneira: as microalgas são alimentadas por nutrientes líquidos e dióxido de carbono a partir de um circuito instalado na fachada. O contato com a luz faz as plantas se multiplicarem, resultando, em um primeiro momento, numa sombra gostosa para os dias mais ensolarados.
Quando as plantas crescerem o suficiente, elas serão colhidas e transferidas para a sala técnica do projeto.  Neste local, a alga é fermentada e convertida em biogás, que irá abastecer o próprio prédio. O resultado impressiona: a microalga é capaz de produzir cinco vezes mais biomassa por hectare do que plantas terrestres.
 
BIQ HouseDetalhe dos painéis de algas instalados na fachada do prédio (Foto: Divulgação)
A BIQ House faz parte da Exposição Internacional de Construção (IBA), em Hamburgo, na Alemanha, e estará aberta ao público a partir do dia 25 de abril. Por enquanto, o protótipo é apenas o alicerce de uma ideia muito maior: fazer a energia renovável acessível.

0 comentários: