Páginas

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Como descartar TVs com defeito ou quebradas

Comprar uma TV nova é sempre a maior alegria, certo? Mas você já sabe o que fazer com a antiga? O TechTudo preparou uma matéria especial para que você saiba como descartar um aparelho de TV defeituoso ou quebrado.
Já seguiu o @TechTudo_oficial no Instagram?
TVs com defeito ou quebradas podem ser recicladas (Foto: Reprodução/Leonardo Rodrigues)TVs com defeito ou quebradas podem ser recicladas (Foto: Reprodução/Leonardo Rodrigues)
Lixo eletrônico, ou e-lixo, é o nome dado aos equipamentos eletrônicos obsoletos ou quebrados que são jogados no lixo diariamente. Nesta lista, pode-se incluir, por exemplo, celulares, impressoras, câmeras fotográficas, computadores e televisores.
Muitas pessoas nem percebem, mas, ao jogar um dispositivo eletrônico no “lixo comum”, está contribuindo para o crescimento de uma estatística desanimadora. No mundo, aproximadamente 40 milhões de toneladas de lixo eletrônico são gerados por ano. O Brasil é o país emergente que mais gera e-lixo no mundo (Fonte: Pnuma - Programa da ONU para o meio ambiente).
O maior problema relacionado ao descarte inadequado do e-lixo se refere ao dano ambiental que eles podem provocar. Uma vez que tais dispositivos são fabricados com elementos altamente poluentes, como Chumbo, Cádmio, Mercúrio e Berílio, recomenda-se que esses produtos sejam descartados em locais apropriados, que saibam dar o devido fim aos componentes eletrônicos. Neste sentido, existem alguns pontos de coleta de lixo eletrônico espalhados pelo Brasil, desde empresas específicas até cooperativas de reciclagem.
Uma boa dica é procurar serviços desse tipo em sua cidade antes de simplesmente jogar o aparelho de TV no “meio da rua” e esperar a coleta de lixo municipal passar. Em pesquisa na internet, é possível encontrar diversos sites que oferecem o serviço de coleta de lixo eletrônico, seja ele gratuito ou pago.
Dentre alguns serviços gratuitos, pode-se citar: urbam.com.br (São José dos Campos), coletalixoeletrônico.com.br (Grande São Paulo), Ecobraz (diversas regiões) e projetomeubrasil.com.br (diversas regiões). Caso o cliente queira mais conforto, existem também os serviços de coleta de lixo eletrônico pagos. O valores variam de acordo com a quantidade e o tamanho dos objetos a serem coletados. Para se ter uma ideia, o descarte de uma TV de até 40 polegadas pode custar em torno de R$ 60.
Algumas fabricantes disponibilizam o serviço de coleta de lixo eletrônico ou indicam pontos de coleta cadastrados. Assim, pode ser uma boa ideia ligar para o SAC da empresa e verificar se este serviço está disponível. É importante salientar que essas dicas valem também para outros dispositivos eletrônicos, como os citados no início da matéria.
Atitudes como essas podem evitar muitos problemas, como doenças em pessoas devido ao contato com material tóxico e contaminação do solo e da água (lençol freático) na região em que o aparelho eletrônico é depositado. Faça a sua parte!

0 comentários: