Páginas

sábado, 30 de abril de 2016

FBI não vai revelar para Apple como desbloqueou iPhone de terrorista


O FBI confirmou nesta semana que não vai dizer para a Apple como hackeou o iPhone usado por um dos terroristas de San Bernardino, na Califórnia.

Em um comunicado, a diretora assistente de ciência e tecnologia da agência, Amy Hess, afirmou que o FBI não irá submeter detalhes técnicos à Vulnerabilities Equities Process (VEP), uma diretriz que permite às agências governamentais revelar vulnerabilidades de softwares adquiridos para as fabricantes.

Hess afirmou que o FBI não possui informações suficientes sobre a vulnerabilidade para submetê-las à VEP.

“O FBI comprou o método de terceiros para que pudéssemos desbloquear o aparelho de San Bernardino. No entanto, nós não compramos os direitos aos detalhes técnicos sobre como o método funciona, ou a natureza e a extensão de qualquer vulnerabilidade sobre as quais o método pode se basear para operar. Como resultado, no momento não temos informações técnicas suficientes sobre qualquer vulnerabilidade que permitiria qualquer revisão significativa pelo processo VEP.”

No mês passado, após semanas de disputa pública com a Apple - que se recusou a ajudar o FBI a desbloquear o iPhone 5C em questão por medidas de segurança - a agência de segurança dos EUA anunciou que tinha encontrado uma maneira para fazer isso sem a ajuda da empresa de Cupertino.

0 comentários: