Páginas

segunda-feira, 25 de abril de 2016

FBI pagou mais de US$1 milhão para desbloquear iPhone de terrorista





O FBI acabou conseguindo desbloquear o iPhone 5C do suspeito de terrorismo Syed Rizwan Farook sem a ajuda da Apple. Mas poderia ter economizado um bom dinheiro caso Tim Cook tivesse concordado em ajudar.
Ao falar durante uma conferência de segurança em Londres, o diretor do FBI, James Comey foi questionado sobre quanto a agência pagou aos hackers pela ferramenta que destravou o iPhone. “Muito, com certeza mais do que eu vou ganhar no meu tempo restante neste trabalho, que são sete anos e quatro meses. Mas na minha visão foi algo que valeu a pena.”
Caso Comey não tenha exagerado, uma conta simples coloca o preço do serviço acima de 1 milhão de dólares. O diretor ganha cerca de 180 mil dólares por ano, e se você multiplicar isso por 7,3 terá 1,31 milhão de dólares.
É um dado um estranho para Comey compartilhar uma vez que o FBI se recusou a revelar qualquer outra informação sobre o assunto: quem eram os hackers, como o hack funciona, ou se torna outros aparelhos vulneráveis. Não sabemos o que realmente havia no celular. 
Caso tivesse topado ajudar o FBI, a Apple poderia ter cobrado do governo dos EUA pelo seu esforço e despesas. Mas a empresa se recusou a fazer isso, alegando questões de segurança.

0 comentários: