Páginas

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Intel corta linha de chips Atom e joga toalha em mercado de smartphones


A Intel pode estar prestes a sair do mercado de smartphones e tablets, desperdiçando bilhões de dólares que gastou tentando expandir nesses mercados. A companhia está imediatamente cancelando chips Atom, com os codinomes Sofia e Broxton, para aparelhos móveis. A informações foi confirmada por uma porta-voz da companhia.

Esses são os primeiros produtos que foram cortados como parte da reorganização operacional que a Intel anunciou neste mês e vai resultar na demissão de 12 mil pessoas. A notícia dos cortes dos chips foi publicada inicialmente pelo analista Patrick Moorhead na Forbes.

Os recursos dedicados originalmente para os chips Broxton e Sofia serão direcionados para “produtos que entreguem retornos e avanços maiores na nossa estratégia”, afirmou a porta-voz da Intel em um e-mail.

O roadmap de chips móveis da Intel agora tem um buraco gigante após o cancelamento dos chips. Os chips existentes da Intel para smartphones e tablets estão envelhecendo e precisando de upgrades, e não há nenhum substituto à vista. O Sofia já está sendo enviado, e o Broxton tinha previsão de sair neste ano, mas foi adiado.

A Intel também está descontinuando sua linha Atom X5 de chips para tablets (codinome Cherry Trail), que está sendo substituída pelos chips Pentium e Celeron com codenome Apollo Lake, direcionados mais para híbridos do que tablets “puros”. Muitos fabricantes de PCs já estão escolhendo os processadores Skylake Core M, da Intel, em vez do Cherry Trail para híbridos e tablets parecidos com PCs.

A Intel não vê mais os tablets como um mercado separado, com os formatos rapidamente se misturando. A empresa vai continuar a fornecer suporte para os seus clientes atuais com tablets que rodam os chips existentes, aponta a porta-voz da companhia.

Atom: fracasso caro

A empresa queimou bilhões de dólares em seu negócio mobile, mas falhou em tirar a rival ARM da liderança do segmento. O Atom está disponível em apenas alguns smartphones, e o mercado de tablets está em queda. As fabricantes de PCs estão substituindo tablets por aparelhos destacáveis e híbridos.

0 comentários: