Páginas

terça-feira, 26 de abril de 2016

Mais de 760 mil sites estiveram vulneráveis em um ano, diz Google

 
Um estudo do Google, realizado em parceria com a Universidade da Califórnia em Berkeley, revelou que cerca de 761 mil sites estiveram comprometidos no último ano.
A pesquisa é resultado dos esforços da iniciativa "Safe Browsing Alerts" do Google que tem como meta notificar administradores de rede sobre potenciais brechas de segurança e URLs prejudiciais em seus sites.

Os dados foram coletados entre julho de 2014 e junho de 2015. Segundo os pesquisadores, 80% dos administradores conseguiram eliminar o conteúdo prejudicial na primeira tentativa, com apenas 12% sendo vítima de um novo ataque dentro de 30 dias após disserem ter consertado o bug.

Entre as plataformas mais afetadas está o WordPress, representando quase metade de todos os ataques. No entanto, vale ressaltar a proporção de que o WordPress é o sistema de gerenciamento de conteúdo que alimenta mais de um quarto de todos os sites na web.

Mais de um terço dos sites comprometidos estavam no idioma inglês, seguidos por sites chineses, alemães, japoneses e russos.

O estudo indicou que a comunicação contínua com os administradores dos sites tornou 50% mais provável a eliminação dos problemas detectados pelo Google.

0 comentários: